domingo, 23 de janeiro de 2011

DEMOCRACIA REAL... e DEMOCRATISMOS!

Mais de 9,6 milhões de eleitores são hoje chamados a escolher o Presidente da República para os próximo cinco anos, com seis candidatos na corrida ao Palácio de Belém.
Se um dos candidatos obtiver mais de 50 por cento dos votos será eleito já hoje chefe de Estado, mas caso contrário haverá uma segunda volta, a 13 de Fevereiro, com os dois concorrentes mais votados.
Nos boletins de voto surgem, por esta ordem, Cavaco Silva (com o apoio de PSD, CDS-PP e MEP), Defensor Moura (independente), Francisco Lopes (PCP e PEV), José Manuel Coelho (PND), Manuel Alegre (PS, BE e PCTP/MRPP) e Fernando Nobre (independente).
Para o sufrágio de hoje estão inscritos um total de 9.656.474 eleitores, mais 571.135 do que em 2006.
As mesas de voto estarão abertas entre as 08:00 e as 19:00 em Portugal Continental e Madeira, enquanto nos Açores abrem e fecham uma hora mais tarde devido à diferença horária.
Todos os candidatos votam durante o período da manhã, excepto Defensor Moura, que vota às três da tarde.
Em 2006, Cavaco Silva ganhou as eleições presidenciais com 50,54 por cento, seguido de Manuel Alegre (20,74%), Mário Soares (14,31%), Jerónimo de Sousa (8,64%), Francisco Louçã (5,32%) e Garcia Pereira (0,44%).
A abstenção foi de 38,47 por cento, segundo a Comissão Nacional de Eleições. A maior abstenção em eleições presidenciais pós 25 de Abril de 1974 foi registada na reeleição de Jorge Sampaio, em 2001 (50,29 por cento), enquanto a menor verificou-se na reeleição de Ramalho Eanes, em 1980 (15,61 por cento).
No pós-25 de Abril foram eleitos por sufrágio universal e directo Ramalho Eanes, Mário Soares, Jorge Sampaio e Cavaco Silva. Os três primeiros foram reeleitos.
@Lusa

www.Republica.come

ALGUNS PORTUGUESES, TODOS DIVIDIDOS VÃO ESCOLHER UM INDIVIDUO NOMEADO PELO PARTIDO... que logo diz ser o presidente de todos, UMA MENTIRA!

Se 2.500.000 votarem no eleito, a dividir por 9600000 eleitores dá = 26% É A PERCENTAGEM REAL torna

ILEGÍTIMO o PRESIDENTE desta republica.

(mas eles arranjaram outra maneira de fazer as contas para dar mais de 50%... batoteiros)

DEMOCRATISMOS!

PORTUGAL PRECISA DO PREPARADO, TRANQUILO, PATRIOTA E LEGÍTIMO  CHEFE DE ESTADO QUE É REALMENTE O CHEFE DE TODA "FAMÍLIA" PORTUGUESA
VIVA O REI!

VIVA PORTUGAL!

JoséCarlos Ramalho